21/12/2014

Transtornos Alimentares: Obesidade

Olá, o assunto é delicado, mas muito importante conhecer os tipos de transtornos, podendo ajudar algum amigo ou parente que pode apresentar essas características. 
Hoje temos a terceira matéria da série que fala dos transtornos alimentares mais comuns e tem como autora a Psicóloga Comportamental Leticia de Oliveira, que gentilmente, compartilhou seus conhecimentos e experiências conosco.



O que é: Obesidade é uma doença caracterizada pelo excesso de peso, ocasionado por um grande acúmulo de gordura corporal. A técnica mais utilizada para diagnóstico da obesidade é o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). 
O cálculo do IMC é baseado em uma relação entre o peso e a altura, sendo utilizado tanto para adultos quanto para crianças e adolescentes. 
O resultado do IMC é obtido dividindo-se o peso (em quilos) pela altura (em metros) ao quadrado, cuja equação é a seguinte:
IMC = Peso / Altura x Altura. O resultado é obtido em quilogramas por metro quadrado.
Desse modo, a obesidade é definida por valores de IMC ≥ 30 Kg/m2. 
Já o sobrepeso, que é uma condição intermediária entre o peso normal e a obesidade, é definido por valores de IMC ≥ a 25 e < 30 Kg/m2.

Causas:
Em termos científicos, a obesidade acontece quando uma pessoa consome mais calorias do que queima. As causas para o desequilíbrio entre calorias ingeridas e queimadas podem variar de pessoa para pessoa. Fatores genéticos, ambientais e psicológicos, entre outros, podem causar a obesidade.

Tratamento:
O tratamento para perder peso consiste na mudança do estilo de vida, seguindo-se uma dieta equilibrada com baixas calorias e praticando-se atividades físicas regularmente. Caso estas mudanças no estilo de vida não funcionem, há a opção da utilização de medicações para emagrecer e também de cirurgias para perder peso (ex: cirurgia para redução do estômago).
O tratamento da obesidade pode envolver um trabalho conjunto de vários profissionais da área de saúde, como um médico endocrinologista, nutricionista, professor de educação física e cirurgião bariátrico (caso uma cirurgia para perda de peso seja necessária). Profissionais como um psiquiatra e também um psicólogo também podem ser necessários caso problemas emocionais estejam presentes.


Muito obrigada Dra Leticia! 

0 comentários:

Postar um comentário